É um artista plástico brasileiro que investiga o lugar que o corpo ocupa no mundo. É conhecido pelas suas performances, fotografias e instalações. Sobre sua obra Moacir dos Anjos escreveu: “Aproximando imagens e palavras, o artista fez convergir, por vezes, fotografias de seu corpo em situações de interação com a paisagem e diagramas conceituais que o sugerem como matéria em fluxo, definido sempre de modo transiente e relacional. São trabalhos que buscam dissolver a materialidade do corpo nos lugares onde realiza ações – confundindo carne e espaço – e, por meio do “contorcionismo semântico” que faz, transformá-lo também em conceito”.

Com várias formações e pesquisas no ramo das artes e filosofia, desenvolve uma atividade artística regular de âmbito nacional e internacional. Expõe regularmente em circuitos institucionais (entre eles Paço das Artes/São Paulo, MAMAM/RECIFE, Fundação Joaquim Nabuco/Recife, Itaú Cultural/São Paulo, MAM/Salvador/Lisboa,Plataforma Revólver) e em galerias, trabalhando atualmente com a Galeria Mariana Moura/Recife e Galeria Laura Marsiaj/Rio de Janeiro, Moura Marsiaj em São Paulo e a Galeria 3+1 em Lisboa. Foi premiado em diversos salões de arte nacionais, e em 2006 recebeu com o Prêmio CNI Marcantonio Vilaça para as artes visuais.